top of page

Gestão remota, o novo desafio da gestão de times e empresas

Atualizado: 8 de mar. de 2023

Será que realmente a gestão remota é algo novo? Já parou para pensar se faz sentido comparar a revolução digital com a transformação tecnológica nas formas com que interagimos uns com os outros?


A #revoluçãodigital não deu tempo para os indivíduos e empresas para se prepararem em como lidar com as barreiras e obstáculos que surgiram para se sobrepôr aos que naturalmente já ocorrem nos relacionamentos humanos e nos ambientes de #negócios e competitivos. O que então traz de novo a tal #gestãoremota?

 

Se você é do tipo TLDR (do Inglês, Too Long, Didn't read, ou seja, muito longo e não li) e prefere baixar o E-book deste artigo, vai lá e leia depois 😉

 

Neste post eu vou falar um pouco sobre:

 

Do que se trata a gestão remota?


Em primeiro lugar vamos lembrar que não é algo novo e nem recente. A gestão remota, ou seja, o método de conectar, integrar e relacionar trabalhos, colaboradores, processos e ferramentas de forma a estarem geograficamente em locais diferentes, já existem desde que o ser humano conseguiu vencer outras terras. Imagine só, não seria por exemplo, a carta de Pedro Vaz de Caminha ao Rei de Portugal nos tempos do descobrimento do Brasil, na verdade um relatório administrativo sobre o progresso do projeto "Rumo às Índias"?


Parece engraçado mas a gestão remota é isso e muito mais. A maneira pela qual os processos, ferramentas, métricas, ações e pessoas serão relacionadas e como elas comunicarão entre si as mensagens inerentes a este trabalho. Complexo não é? Vou simplificar.


Gestão remota é o processo pelo qual os times, lideranças e empresas monitoram e executam suas tarefas inerentes e relacionais com seu ecossistema interno e externo. Ou seja, como eu e você contribuímos para o mesmo negócio sem estarmos presentes na mesma sala.
Marcio Almeida
 

Como a gestão remota impacta colaboradores e empresas?


Com resultados muito melhores do que a gestão linear ou simplificada. A decisão de utilizar ou não um modelo fundamentalmente calçado em operações remotas ou híbridas traz consigo impactos não percebidos num primeiro momento. Os impactos de uma desconexão física e emocional também trazem consigo os impactos estratégicos e todo o tipo de desdobramentos nos processos, métricas e resultados nas #empresas.


O modelo de #gestão que considera a operação com #colaboradores contribuindo para processos e #pessoas que estão separados fisicamente por geografias e até mesmo fusos horários diferentes é verdadeiramente considerado gestão remota.


Manter colaboradores, e participantes do ecossistema de uma empresa, engajados com o propósito da marca e sua atividade fim é um dos grandes impactos que podem ser amenizados quando encarados pelos olhos da gestão remota. Definir #estratégias que elucidem e facilitem a solução de problemas pelos colaboradores, retirando deles tudo aquilo que não seja inerentemente humano é o primeiro caminho para alcançar maiores e melhores resultados.


A gestão remota, quando aplicada de forma consciente e com #metodologia, permite com que colaboradores do mundo inteiro, atuem de forma mais do que satisfatória uns com os outros tão bem ou melhor do que fariam se estivessem lado a lado na mesma sala. O que é inerentemente humano em cada um, pode e deve ser incentivado nos #processos, #ferramentas e pontos de conexão entre pessoas, departamentos, objetivos e #propósito se destacarão como consequência direta da colaboração de cada uma das partes.

 

Como me assegurar que estou integrando times e pessoas com a gestão remota?


Não existe uma receita de bolo padrão que possa servir para todos os cenários. Existem empresas que precisam de ambientes híbridos, outras que precisam de ambientes plenamente digitais, porém todas precisam desenvolver um senso comum de que a gestão remota e a presença física de colaboradores num mesmo espaço, não se trata da mesma coisa!


Conseguir gerir remotamente um time ou um negócio se trata de conseguir fazer com que o entendimento sobre dados e análises estejam presentes em todos os membros do ecossistema. Integrar ferramentas de #comunicação com aquelas ligadas ao #ERP da empresa (qualquer que seja ele) e as pessoas que efetivamente acessam as plataformas e acrescentam nela a inteligência e decisão humana, é a melhor forma para se assegurar sobre a integração de times e pessoas com a real gestão remota. Mas de que forma garantir que "agora tudo está funcionando como deveria"?


Aquilo que não se sabe deve sempre suplantar, e muito, aquilo que achamos que sabemos ao rever o que sabíamos. É necessário desaprender para ser capaz de aprender de verdade. Marcio Almeida

Então, comece pelo que você não sabe. Se ficar ainda difícil, já sabe, vai aqui um pequeno #checklist para te ajudar nesta fase.

Item

Ação

1

Quais as ferramentas que posso usar no meu time? Faça uma lista.

2

Quais são os times e grupos que precisam PROVÊR a informação?

3

Quais os times e grupos que precisam USAR a informação?

4

Qual será o ciclo de revisão dos dados entre os times?

5

Qual será a ferramenta que os grupos usarão para trocar informações?

6

Qual será a frequência e modo de se comunicarem?

7

Quando e como serão abertas rodas de livre diálogo?

 

Para quem é a gestão remota?


As motivações para se adotar a gestão remota podem variar desde o tamanho da empresa até o tipo de negócio que ela executa. No entanto existem um senso comum no mundo depois da pandemia, aquela que os talentos e colaboradores que mais podem agregar a um time, pode estar em qualquer lugar do planeta.


Removidas as barreiras de linguagem, comportamentos, Geo-políticos e estratégicos, a gestão remota é para todos os tipos de times e negócios. Imagine o seguinte, qual é o executivo, diretor, fundador ou empreendedor que não gostaria de administrar o seu time e a sua empresa de algum lugar diferente daquele onde ela opera? Aliás, quantos já o fazem quando combinam câmeras com sistemas de caixas em nuvem e soluções contábeis digitais?



Na verdade, a gestão remota aplicada sem receios, é aquele que cabe em qualquer negócio. Respeitadas as premissas, as limitações e características de cada empresa (um pequeno armazém provavelmente não poderá operar completamente robotizado e automatizado sem nenhum colaborador estar presente), diferentes formas e características desta gestão devem sim ser aplicadas de forma consciente buscando a melhor forma de integrar pessoas e processos num único propósito que os une.


Se você tem experiência em gestão remota e, especialmente, se concorda ou discorda do apresentado por aqui, não deixe de fazer parte da nossa comunidade. Nela as contriibuições são de todos e evoluímos escutando casos reais e ajudando iniciativas e ideias a se transformarem em realidade. Vem com a gente!


 

Quando aplicar a gestão remota?


Você já se fez esta pergunta? Você entende que times híbridos e conceitos como #WFH e #WFA (Work From Home = trabalho de casa | Work From Anywhere = trabalho de qualquer lugar) são processos irremediáveis no planeta para todas as empresas? Será que a SUA empresa se encaixa neste modelo? Vamos ver alguns pontos. Procure responder o seguinte:


  1. Todos os trabalhos na sua empresa precisam ser realizados no endereço dela? TODOS mesmo?

  2. As operações do seu negócio estão registradas APENAS em livros escritos à mão e/ou à caneta?

  3. O seu time e seus colaboradores JAMAIS poderiam realizar o seu trabalho sem a sua supervisão?

  4. Sistemas e plataformas são coisas muito complexas para entender e, geralmente, muito caras?

  5. Os meus times não entendem NADA sobre o negócio que a empresa realiza?

Se para qualquer uma destas perguntas a sua resposta foi SIM, ou um SIM PARCIAL? Se foi estou aqui para te dizer que mesmo assim a gestão remota é para você e o seu time, mas neste caso, ela deve começar ONTEM!


Se eu pudesse responder a pergunta que propûs (QUANDO COMEÇAR) com uma só resposta, esta seria: AGORA! Não pense demais, comece. Talvez no começo as coisas pareçam esquisitas, complicadas e até mesmo sem sentido, mas quanto mais você perdurar e dialogar com o seu time e ecossistema, mais tudo fará sentido.


Comece a experimentar, use TOUCAN, AROUND, MIRO e qualquer outra nova ferramenta que apareça. Não se apegue apenas aos tradicionais ZOOM, GOOGLE MEET e TEAMS, afinal aonde anda o Skype hoje em dia?


Se depois de tudo isso você ainda tiver dúvidas de por onde começar e como ter certeza de que todos os aspectos da gestão remota estão funcionando, entre em contato comigo e com o time da Ephata Solutions, certamente podemos desenhar a jornada completa para que você comece já a construção da sua nova realidade!

A gente se vê. A Paz 🙏

コメント


bottom of page